POLICIAL
02.10 - 10h51min
A
A
A
TJ afasta prefeito de Iporã do cargo por corrupção

2 de Outubro de 2019, 10:53


O Tribunal de Justiça do Paraná determinou o afastamento do cargo o prefeito de Iporã, Roberto da Silva. A decisão ainda proibiu o chefe do executivo de frequentar o prédio da Prefeitura. Ele é um dos investigados no âmbito da Operação Cleptocracia deflagrada desde o início da manhã em Iporã pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná.

No total estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e 40 mandados de busca e apreensão. A operação investiga atuação de organização criminosa em fraudes a licitações, corrupção passiva, falsidade ideológica e peculato na prefeitura de Iporã.

Os mandados estão sendo cumpridos em diversos locais de Iporã

Prisões

São alvos dos mandados de prisão dois secretários municipais de Iporã (de Obras e de Finanças), um servidor público e outros dois integrantes da organização, apontados como principais colaboradores das fraudes.

Fraudes

De acordo com as investigações, iniciadas há dez meses pelo Núcleo de Cascavel do Gaeco e pela Promotoria de Justiça de Iporã, o grupo fraudava procedimentos licitatórios em benefício de empresas que estavam em nome de “laranjas” e que, na realidade, pertenciam ao prefeito e seus familiares.

Buscas

Dos 40 mandados de busca e apreensão, 34 foram expedidos pela Vara Criminal de Iporã e são cumpridas em Iporã (22), Curitiba (1), Umuarama (4), Santa Izabel do Ivaí (1), Toledo (1), Marechal Cândido Rondon (2), Palotina (1) e Tapejara (2). As buscas ocorrem em residências, gabinetes em secretarias municipais, empresas e escritórios contábeis.

Outros seis mandados foram expedidos pelo Tribunal de Justiça e são cumpridos no gabinete do prefeito de Iporã, em sua residência e em sua propriedade rural, nas sedes de duas empresas e de instituição de ensino.

Suspensão de contratos

Também a partir das investigações, o Juízo determinou a suspensão do contrato que 12 empresas investigadas mantinham com a prefeitura, proibindo-as de participarem de novas licitações ou contratações com a administração pública.


Fonte: Umuarama Ilustrado  

Deixe o seu comentário
PARCEIROS
Umuarama 24 Horas
Copyright © 2017
Todos os direitos reservados.
44 3624-8479
44 8454-2073
Por: